Edema Macular

6 de novembro de 2017

A Mácula é uma pequena área localizada na área central da Retina, responsável pela visão central. Por ser rica em células conhecidas como cones, a Mácula nos fornece uma visão central rica em detalhes de formas e cores.

Edema da Mácula

O que é o Edema Macular?

O Edema Macular ocorre quando essa região da Retina é invadida por depósitos de líquidos e proteínas, causando aumento da espessura e inchaço da região.

Esse acúmulo de líquido e inchaço distorce a arquitetura dos fotorreceptores, neurônios especializados em captar o estímulo luminoso que será interpretado pelo cérebro para formação das imagens.

Quais as causas do Edema Macular?

Essa alteração pode ser causada por uma série de doenças dos olhos:

Diabetes: a Retinopatia Diabética é a principal causa de Edema de Mácula, acometendo portadores de Diabetes Tipo 1 e Tipo 2 com descontrole da glicemia (“açúcar no sangue” de longa data. Nesses pacientes, o excesso de glicose no sangue leva à formação de novos e frágeis vasos da Retina, que sangram com facilidade. Esse sangramento pode levar ao acúmulo de líquido na região da Mácula, levando ao chamado Edema Macular Diabético.

Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI): é a principal causa de perda de visão em pessoas com mais de 50 anos. A Degeneração Macular úmida ou proliferativa, assim como na Retinopatia Diabética, leva ao surgimento de vasos sanguíneos frágeis na área da Mácula, que também podem sangrar e levar ao Edema de Mácula.

Cirurgia de Catarata: pacientes submetidos à cirurgia de Catarata, com a remoção do Cristalino opaco e sua substituição por uma Lente Intraocular, podem apresentar, por poucos dias e de maneira transitória, um Edema Macular que é facilmente tratado com o uso de colírios de antiinflamatórios e corticoides no pós-operatório. Essa alteração também é conhecida como síndrome de Irvine-Gass. Com o avanço das técnicas de cirurgia de Catarata (cada vez menos traumáticas), esse problema é cada vez mais raro.

Outras causas de Edema Macular incluem:

  • Inflamações e infecções intraoculares como a Uveíte e a Coriorretinite;
  • Trombose de vasos da Retina;
  • Retinopatia Hipertensiva;
  • Complicações do Glaucoma;
  • Doenças congênitas raras como a Retinite Pigmentosa e a Retinosquise.
  • Raramente com certos medicamentos: Epinefrina, Latanoprost, Rosiglitazona, Timolol e Glitazonas.

Quais são os sintomas?

O Edema da Mácula pode causar como sintomas:

  • A diminuição da acuidade visual, principalmente na visão central;
  • Diminuição da visão de contraste e de cores;
  • Micropsia (objetos são vistos em tamanho reduzido).

Diagnóstico do Edema Macular

A avaliação inicial do problema é realizada através do Exame de Fundo de Olho (Fundoscopia), que pode ser realizado no próprio consultório oftalmológico.

O seu Oftalmologista, a partir daí, pode lançar mão de exames mais detalhados do problema, tais como a Angiografia Fluoresceínica e a Tomografia de Coerência Óptica (OCT), ambos exames disponíveis no IOC.

Como é realizado o Tratamento?

O Edema da Mácula que surge após a cirurgia de Catarata é tratado através do uso de colírios de corticoide e antiinflamatórios, bem como de outros cuidados que evitam complicações no pós-operatório da cirurgia de Catarata.

No caso de Edema Macular Diabético ou relacionado a outras doenças que causam proliferação de vasos anômalos na Retina, a Injeção Intravítrea de medicamentos como os anti-VEGF leva à redução da formação dos frágeis vasos sanguíneos, evitando a progressão do problema.

A Fotocoagulação a Laser, outro tratamento específico para doenças como a Retinopatia Diabética e o Edema Macular também podem ser utilizadas no controle do sangramento dos vasos da Retina, reduzindo o surgimento e a progressão do Edema de Mácula.

Em casos específicos, a cirurgia de Vitrectomia também pode ser utilizada. Nela, é realizada a remoção do Humor Vítreo (líquido que preenche a cavidade interna do olho, entre a lente do Cristalino e a Retina) e sua substituição por uma substância gelatinosa transparente de composição semelhante.

O Edema Macular, quando não complicado por outras situações, costuma se resolver dentro de 3 a 4 meses.

Se você apresenta doenças que podem causar Edema da Mácula (como a Retinopatia Diabética e a Degeneração Macular) e está apresentando uma piora da visão ou sintomas de Edema da Mácula Ocular, é importante realizar uma consulta oftalmológica.

O IOC tem uma equipe de profissionais experientes e tecnologia de ponta para o diagnóstico e tratamento do Edema Macular e doenças associadas. Realize o agendamento da consulta através do formulário abaixo e estaremos aguardando pela sua visita.

Vamos agendar
a sua consulta?