Especialidades

-A +A

Implante de lentes intraoculares (LIO)

O que é uma Lente Intraocular?

Uma lente intraocular (LIO) é uma pequena lente com grau a ser implantada dentro do olho para corrigir erros refrativos. Há duas modalidades de LIO: as que são implantadas no lugar do cristalino – a lente natural do olho – no tratamento da catarata e as implantadas à frente do cristalino, mantendo-o em sua posição, denominadas lentes fácicas.

Lentes Intraoculares Fácicas (Lentes Artisan):

Trata-se de uma lente adicional colocada atrás da córnea e fixada à frente da íris.

A Lente Artisan – feita de PMMA, material inerte empregado para implantes em cirurgias oculares – é a lente ocular fácica mais comumente usada no mundo, com um longo histórico de sucesso. Essa lente pode ser usada para corrigir miopia (de -3D a -23D) e hipermetropia (de +1D a +12D). A Lente Artisan tórica pode ser utilizada em graus elevados de astigmatismo, que necessitam de correção.

Vantagens das Lentes Artisan:
  • São potencialmente reversíveis.
  • Permitem recuperação visual mais rápida.
  • Preservam a acomodação em pacientes jovens.
  • Boa precisão de correção da visão.
  • Boa qualidade de correção da visão.
  • Possibilidade de ajuste do resultado óptico final, através de tratamento a laser.

Os riscos potenciais da cirurgia de Lente Artisan, como em qualquer cirurgia intraocular, incluem a possibilidade de infecção e por essa razão é tratado um olho de cada vez, com um intervalo de duas semanas entre os tratamentos.

Há também raros casos descritos de possibilidade de dano à estrutura interna do olho, o que poderia levar ao glaucoma, inflamação da íris (uveíte), complicações da retina, descompensação da córnea ou catarata. Nesses casos, a Lente Artisan deverá ser removida.

Por essas razões, aconselhamos aos pacientes que cumpram o compromisso de revisões pós-operatórias em longo prazo.

Consulta e Tratamento:

Assim como em todos os procedimentos, são necessários exames diagnósticos e um extenso planejamento antes que o tratamento seja realizado.

O implante da Lente Artisan é comumente feito por um especialista do IOC, no centro cirúrgico e leva, aproximadamente, 20 minutos. Somente gotas de colírio são utilizadas para a anestesia do olho e esse é um processo indolor. Também é usado um colírio para contrair a pupila. Será feita uma pequena incisão na extremidade da córnea através da qual a Lente Artisan será inserida e cuidadosamente fixada ao tecido da íris. Após isso, é feita uma pequena sutura para fechar o corte.

Para o procedimento cirúrgico – que não exige internação – é essencial que você esteja acompanhado. Você receberá instruções sobre a utilização dos colírios para prevenir infecções e ajudar na cicatrização e, já no dia seguinte, deverá observar melhora na sua visão. Você estará apto para dirigir e voltar ao trabalho dentro de alguns dias após o procedimento.

Remoção do Cristalino Senil com implante de LIO

Para um número muito pequeno de pacientes, a cirurgia refrativa a laser é contraindicada. Nesses casos, um implante cirúrgico de lentes intraoculares pode ser a solução mais adequada para a correção do grau, para a melhora da visão e diminuição da dependência dos óculos ou lentes de contato, desde que o paciente já apresente indícios de catarata.

Em alguns casos, o paciente pode ficar em dúvida quanto à escolha do melhor método cirúrgico: procedimento a laser ou implante de lente intraocular. Nossa equipe médica altamente experiente irá aconselhá-lo(a) no momento da consulta.

Lentes Intraocuclares (Pseudofácicas) – Facorrefrativa:

Neste procedimento, o cristalino senil é substituído por uma lente de grau apropriada. O procedimento é comumente conhecido como Substituição de Cristalino Senil ou, ainda, Cirurgia Facorrefrativa.

Biometria Ocular

Para calcular o grau correto da lente intraocular é realizado um exame chamado de biometria ultrassônica que irá avaliar o comprimento axial do olho. Pode-se também realizar uma interferometria a laser (IOL Master).

Para melhor atendê-lo(a), o IOC disponibiliza as duas tecnologias.

Tipos de Lentes:

(ilustração)

A maioria das lentes utilizadas é a monofocal, mas há também implantes multifocais, que dão qualidade na visão para perto e para longe.

Se as lentes monofocais forem implantadas nos dois olhos e um olho for deixado propositadamente míope – realizando a Técnica da Monovisão – o paciente poderá ficar livre dos óculos. Esse procedimento é usado em casos específicos pelos especialistas do IOC.

Em pessoas que apresentem um grau significativo de astigmatismo, podem ser realizadas pequenas incisões na córnea no momento da cirurgia, a fim de reduzi-lo (incisão relaxante). Outra alternativa muito utilizada pelos médicos do IOC é a remoção do grau residual – que persiste após a cirurgia de catarata – com o laser.

Anestesia:

A cirurgia para a retirada do cristalino é realizada com anestesia tópica (gotas de colírio) e em caráter ambulatorial. O paciente estará apto a voltar para casa logo após o procedimento.

Facoemulsificação a Frio – Facorrefrativa:

O cristalino, lente natural do olho, tem um diâmetro de, aproximadamente, 12 mm. Nas cirurgias de catarata feitas no IOC, utilizamos o aparelho de facoemulsificação para fragmentar e aspirar o cristalino no interior do olho, realizando a cirurgia através de uma pequena incisão, menor do que 2,5 mm, que evita o aparecimento de astigmatismo no pós-operatório.

O equipamento de facoemulsificação dispõe de uma pequena sonda de ultrassom, cujas vibrações fragmentam o cristalino. Os fragmentos são aspirados com um fluxo de solução salina. Uma vez removida a substância, é introduzida na incisão uma lente intraocular dobrada. Dentro do saco capsular a lente desdobra-se e sua parte óptica é posicionada centralmente atrás da pupila.

Complicações do Implante Ocular:

A cirurgia de catarata é um procedimento que apresenta elevado índice de sucesso pós-operatório. Raramente surgem intercorrências que comprometam seu resultado. No entanto, podem acontecer:

  • Problemas, como inflamação ou infecção.
  • Glaucoma ou degeneração macular.
  • Edema macular cistóide.
  • Ruptura da gelatina vítrea do fundo do olho (deslocamento posterior do vítreo), com o aparecimento de “moscas volantes” na visão.
Opacificação do saco capsular após o Implante da Lente Intraocular:

Na cirurgia de facoemulsificação 98% do cristalino é removido, deixando apenas uma membrana que envolve todo o cristalino, chamada de saco capsular.

O saco capsular é usado para sustentar a lente intraocular. Em cerca de 30% dos pacientes o saco capsular pode, após alguns meses ou anos, tornar-se opaco, voltando a diminuir a nitidez da visão.

Se a opacificação ocorrer, ela será facilmente removida por meio da aplicação do YAG laser, no consultório. O feixe de laser infravermelho é focado sobre a membrana capsular e vaporiza o tecido, clareando o caminho óptico, para que os raios de luz possam alcançar o fundo do olho.

A capsulotomia por YAG leva apenas alguns minutos, é inteiramente indolor e assegura que o caminho visual permaneça livre da membrana capsular definitivamente.

Para maiores informações sobre os tratamentos, por favor, entre em contato conosco pelo telefone (41) 3322-2020 ou pelo formulário do site.