Exame Ortóptico

29 de Janeiro de 2018

Uma área importante da Oftalmologia é a chamada Ortóptica, responsável pelo diagnóstico, tratamento e acompanhamento de distúrbios do movimento ocular. Quando temos algum desequilíbrio na forma como os olhos convergem para um ponto fixo (a chamada visão binocular), assim como acontece no Estrabismo, uma série de problemas como a Ambliopia ou “Olho Preguiçoso” podem surgir. Neste artigo, entenda a importância do Exame ou Teste Ortóptico para a avaliação desses defeitos da visão.

Exame Ortóptico

O que é o Exame Ortóptico?

O Teste Ortóptico é um exame realizado pelo Oftalmologista ou pelo Ortoptista, capaz de detectar se o alinhamento de ambos os olhos é adequado. Este alinhamento é, naturalmente, mantido pela chamada musculatura extrínseca dos olhos. Cada um dos nossos olhos se movimentam através de seis destes músculos:

  1. Reto inferior: olhar para baixo, dentre outras funções secundárias;
  2. Reto superior: elevação do olho (olhar para cima), dentre outras funções secundárias;
  3. Reto lateral: abdução do olho (olhar para fora);
  4. Reto medial: adução do olho (olhar para dentro, em direção ao nariz);
  5. Oblíquo superior: olhar para baixo e para fora;
  6. Oblíquo inferior: olhar para cima e para dentro.

Para que os olhos funcionem de maneira adequada em conjunto, é necessário que estes músculos e sua inervação estejam funcionando corretamente. Por exemplo, ao olharmos para o lado direito, nosso olho direito estará utilizando a contração do reto lateral para tal movimento, enquanto o olho esquerdo estará utilizando o reto medial.

Olhar para a direita

No Estrabismo, esta habilidade de movimento em conjunto dos olhos é perdida, o que favorece a visão dupla. Na infância, o “casamento” entre os dois olhos deve ser ideal para que a área do cérebro responsável pela interpretação das imagens vindas de ambos os olhos desenvolva-se corretamente. Se isso não acontece, a Ambliopia pode se instalar, fazendo com que o cérebro da criança deixe de captar a informação transmitida por um dos olhos, tendo o outro como única fonte da visão.

A visão binocular é, ainda, especialmente importante para enxergarmos o mundo em terceira dimensão (a chamada visão estereoscópica). Sem a total sincronia de ambos os olhos, a visão estereoscópica é perdida, fazendo com que detalhes importantes da visão (como o movimento de folhas em uma árvore ou enxergar os degraus de uma escada) sejam perdidos.

O Exame Ortóptico, portanto, é importante para detectar estas alterações precocemente nas crianças, bem como acompanhar alterações da musculatura ocular em adultos em situações específicas como doenças neurológicas.

Quando o Teste Ortóptico deve ser realizado?

O teste ortóptico é com mais freqüência utilizado em pessoas que possuem cansaço, sono e às vezes dores de cabeça quando estão a ler. Quando o motivo destes sintomas não é a defasagem do grau dos óculos, uma insuficiência de convergência pode ser a causa. Os dois olhos são incapazes de seguir a ponta de um lápis quando este se aproxima da ponta do nariz. Nestes casos, o teste e os exercícios ortópticos corrigem este problema em poucas sessões.

Para evitar o desenvolvimento da Ambliopia, a pesquisa de Estrabismo ou outras alterações do movimento ocular devem ser detectadas o mais precocemente possível na infância.

Mesmo Estrabismos leves e imperceptíveis ao olho nu podem levar ao desenvolvimento da Ambliopia. Sendo assim, é importante levar seu filho ou filha para a primeira consulta com um Oftalmologista aos 3 anos de idade, momento em que um Exame Ortóptico poderá ser realizado.

O Exame Ortóptico também poderá ser indicado na presença de alguns sintomas indicativos de doença muscular ou neurológica afetando o movimento dos olhos, como a dificuldade para subir escadas e enxergar os degraus ou dificuldade para pegar uma bola arremessada em sua direção, que podem indicar perda da capacidade de enxergar em terceira dimensão.

Como funciona o Exame Ortóptico?

O Teste Ortóptico consiste em uma avaliação do movimento ocular, com a fixação em 9 diferentes pontos. Assim, todas a musculatura ocular extrínseca e sua inervação poderão ser avaliadas à procura de possíveis alterações.

Além disso, testes sensoriais são realizados, como o de estereoacuidade, a fim de avaliar a capacidade de visão estereoscópica ou em 3D. O Cover test, capaz de detectar Estrabismo, também faz parte do Exame Ortóptico. No caso de um exame positivo para Estrabismo, o teste com um Prisma também pode ser utilizado para detectar o poder de correção necessário para o tratamento desta alteração.

Se você deseja garantir a saúde ocular do seu filho ou filha, agende sua consulta no IOC, a fim de realizar um Exame Ortóptico e/ou quaisquer outros exames necessários. O IOC conta com Oftalmologistas capacitados para avaliação, acompanhamento e tratamento de alterações oftalmológicas infantis. Basta realizar o agendamento através do formulário abaixo. Estaremos aguardando por você.

Vamos agendar
a sua consulta?