Retinopatia Hipertensiva: quando a pressão alta compromete a visão

18 de Janeiro de 2017

pressão alta

A Hipertensão Arterial Sistêmica (conhecida popularmente por Pressão Alta) é uma doença que pode trazer diversos problemas para a saúde, como o aumento do risco de doenças cardiovasculares, dentre elas o Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) e o Acidente Vascular Encefálico (AVE). Além disso, a Hipertensão mal controlada por longa data também pode causar efeitos na visão, que devem ser identificados e tratados o quanto antes. Trata-se da Retinopatia Hipertensiva. A seguir, conheça como a Hipertensão pode comprometer a visão e quais devem ser as atitudes tomadas.

Qual o impacto da Pressão Alta na visão?

Um quadro de Pressão Alta pode afetar diretamente a Retina, uma das áreas mais importantes do nosso olho e responsável por transformar o estímulo luminoso em nervoso, formando assim a nossa visão. Na Hipertensão, os vasos sanguíneos que irrigam a Retina são afetados, comprometendo seu funcionamento.

Com a Hipertensão de longa data e mal controlada, os vasos ficam mais finos e mais rígidos, o que impede a chegada de sangue, nutrientes e oxigênio à Retina e pode causar hemorragias na região. É a chamada Retinopatia Hipertensiva.

Além da perda importante da visão, há ainda um aumento do risco de complicações como o Descolamento de Retina.

Quais são os sintomas da Retinopatia Hipertensiva?

O grande risco da Retinopatia Hipertensiva é que ela pode não apresentar qualquer sintoma, exceto quando já estiver em um grau mais avançado. Ela facilita o aparecimento de uma trombose vascular nos vasos da Retina, podendo causar hemorragias e áreas de infarto pela circulação insuficiente.

Com a sua progressão, o portador do problema apresenta sintomas como a piora na qualidade da visão, o aumento da sensibilidade à luz e a ocorrência mais comum de dores de cabeça, causadas principalmente pelo esforço maior para conseguir enxergar.

É comum surgirem manchas na visão, haver perda de visão central ou periférica e ocorrerem distorções na visão de maneira geral.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico de Retinopatia Hipertensiva normalmente é feito mediante um Exame de Fundo de Olho (EFO), por meio do qual é possível identificar se há alterações da Retina ocasionadas pela Hipertensão. Também é levado em conta o histórico do paciente, com informações sobre a Hipertensão, há quanto tempo ela foi diagnosticada e como anda o seu controle.

Após o diagnóstico, a Retinopatia Hipertensiva é classificada em níveis de 0 a 4, dependendo das modificações vasculares, edema e presença de hemorragias retinianas.

Como é o tratamento e acompanhamento?

Quanto mais cedo o problema é identificado, melhores são os resultados do tratamento e menores são os efeitos na visão. O tratamento foca-se, inicialmente, em controlar a Hipertensão Arterial para evitar a progressão da doença.

Dependendo do caso, podem ser aplicados técnicas como o uso de Fotocoagulação a Laser ou de Injeções Intravítreas a fim de paralisar o processo de degeneração da região.

A Pressão Alta deve ser controlada com o uso de medicamentos, dieta e exercícios físicos. Por isso é fundamental que haja um acompanhamento constante do paciente, tanto pelo clínico quanto pelo oftalmologista. Isso garante melhores cuidados com os olhos e com todo o corpo, de maneira geral.

A Retinopatia Hipertensiva é, portanto, uma complicação da Pressão Alta que, se não for tratada, pode levar à graves consequências e perda irreversível da visão. Por isso, é fundamental fazer um acompanhamento clínico e oftalmológico, mantendo a saúde em dia para proteger a visão. Caso o problema seja identificado, o controle da hipertensão e a aplicação de algumas técnicas ajudam a controlar o caso.

O IOC apresenta um corpo clínico de especialistas em Retina e Vítreo prontos para avaliar os danos causados pela Pressão Alta nos seus olhos e indicar o melhor tratamento disponível. Além disso, todo paciente que recebeu o diagnóstico de Hipertensão Arterial Sistêmica ou Pressão Alta deve realizar um exame oftalmológico completo a fim de detectar alterações causadas pela doença na visão. Se você tem diagnóstico de Pressão Alta e deseja fazer esse acompanhamento, agende sua consulta pelo formulário abaixo e iremos entrar em contato em breve. Estamos aguardando por você.

Vamos agendar
a sua consulta?