Já comparou a qualidade da visão entre seus dois olhos? Faça o teste da oclusão!

2 de novembro de 2016

 

São vários os testes realizados para avaliação do alinhamento, movimentação dos olhos e qualidade da visão. Um dos mais simples de ser realizado é o teste da oclusão, ou também conhecido como cover test (teste da cobertura). Fazendo justamente uma cobertura sobre cada um dos olhos separadamente, é possível identificar falhas na binocularidade dos olhos, que é a capacidade de captar estímulos visuais com os dois olhos. Entenda:

Estrabismo latente e outras doenças

Geralmente realizado em crianças para medir a qualidade da visão, o teste de oclusão pode usado com o intuito de diagnosticar o estrabismo, mesmo que este esteja em fase latente.

O teste tem como objetivo identificar se a criança é capaz de discernir uma só imagem sobreposta, mesmo que cada olho tenha seu campo de visão próprio. Caso haja algum problema nessa identificação, então é sinal que há a presença da heteroforia, ou estrabismo latente, que é o desvio de alinhamento que os olhos podem sofrer ao quebrar essa binocularidade, mas que são compensados pela fusão da imagem e não aparecem de imediato.

Em geral, esse desvio pode passar despercebido pois não pode ser observado somente ao olhar nos olhos da criança.  Situação bem distante do estrabismo manifesto, quando desvio dos olhos é evidente. Nesses casos, a melhor solução é procurar ajuda o quanto antes pois, quando antes corrigido o desvio, mais chance a criança tem de ter uma visão normal no futuro.

Medindo a qualidade da visão

Durante a realização do teste de oclusão nos jovens e adultos, por exemplo, podem ser identificadas além das heteroforias, a qualidade da visão de cada um dos olhos.

O teste é bem simples. Basta alternar a oclusão, tampando um dos olhos enquanto se deixa o outro livre por três segundos. A oclusão deve ser mantida e retirada alternadamente várias vezes. Depois de removida, é preciso observar a velocidade e a regularidade da recuperação dos olhos, enquanto eles voltam em seu estado normal.

Teste de diferença de visão entre um olho e o outro

A forma mais fácil e prática de comparar a qualidade de visão entre um olho e o outro é o teste da oclusão.

Não é incomum alguém notar essa diferença de qualidade de visão entre os olhos pelo simples fato de ter coçado o olho bom, notando que a visão do que ficou aberto está aquém do normal. Quando essa diferença existe e é percebida, um oftalmologista deve sempre ser procurado sem demora. Várias são as doenças que podem se manifestar assim, vamos mencionar as mais comuns por diferentes faixas etárias:

Crianças até 6 anos de idade:

A causa mais comum é a diferença de grau de um olho para o outro, o que pode levar a ambliopia, um sério problema da visão quando não atendido a tempo.

Adolescentes:

Ceratocone. Doença que deforma a córnea e impede a boa qualidade da visão. Muito presente nos que coçam os olhos de forma compulsiva.

Adultos:

Glaucoma e problemas na retina.

Após os 60 anos:

Catarata.

Esses exemplos são os mais comuns, mas o importante é que um oftalmologista seja procurado quando alguma diferença significativa na qualidade de visão for notada.

Outros testes complementares

O teste de oclusão em suas diversas variações (oclusão-desoclusão, cover test alternado, etc) são apenas alguns dos testes que podem ser realizados a fim de diagnosticar desvios e atestar a qualidade da visão. Com eles, é possível identificar o tipo do desvio e já apontar o tratamento recomendado para o quadro, porém, outros testes podem ser feitos para complementar a informação dele e dar mais ferramentas para o oftalmologista sugerir intervenções ainda mais efetivas para cada caso.

Um deles é o teste do prisma, que, em geral, é feito após o teste de oclusão ter dado indício de algum desvio. Como o nome já diz, o paciente deverá enxergar os objetos através de prisma que são alternados. A medida que os prismas mais fortes são utilizados, a amplitude do movimento para refixar o ponto diminui gradativamente. O resultado final é quando não se vê mais nenhum movimento. Isso vai garantir a medida exata do ângulo do desvio.

Quer saber mais sobre como os testes podem medir a qualidade da visão? Consulte nosso blog e fique por dentro dessas e outras informações.

Social Post

Quer medir a qualidade da visão? Saiba como funciona o teste de oclusão.

Vamos agendar
a sua consulta?