Estrabismo

Atualizado em: 10 de abril de 2018

O Estrabismo é uma alteração dos movimentos oculares em que não há o alinhamento correto de ambos os olhos, prejudicando a visão binocular ao olhar em um objeto. O alinhamento correto de ambos os olhos ao focar um objeto é extremamente importante e, sem ele, não é possível obter uma visão tridimensional (visão estereoscópica), dificultando, assim, a percepção de profundidade. Neste artigo, conheça quais são suas causas, complicações, diagnóstico e tratamentos disponíveis para a correção do Estrabismo.

Estrabismo

O que causa o Estrabismo?

O Estrabismo pode ser ocasionado por uma série de fatores, sendo o mais comum algum tipo de disfunção da musculatura extrínseca do olho, responsável por realizar os movimentos oculares de forma adequada. Alterações na inervação destes músculos também pode levar ao surgimento de Estrabismo.

Além disso, portadores de Hipermetropia de alto grau ou pessoas que sofreram traumas, infecções ou problemas cerebrais também podem tornar-se estrábicos.

Em alguns pacientes, mais de uma causa pode ser identificada, como a presença de desalinhamento dos olhos juntamente com Hipermetropia de alto grau.

Sintomas de Estrabismo

O principal sintoma desta alteração oftalmológica é o desalinhamento de ambos os olhos ao serem visualizados por uma terceira pessoa. Porém, em certos casos, este desalinhamento é pequeno e pouco perceptível, podendo passar despercebido. Mesmo com um leve distúrbio da conjugação ocular, complicações como a Ambliopia podem surgir.

Em pacientes adultos que, por alguma causa, passam a desenvolver Estrabismo, outros sintomas podem estar presentes, como visão dupla (diplopia), desconforto ocular, dores de cabeça e dificuldades na leitura.

O Estrabismo na infância pode trazer complicações

Durante o desenvolvimento do sentido da visão na infância, nosso cérebro capta informações absorvidas pelos olhos e repassadas através do nervo óptico para os centros da visão, predominantes no lobo occipital.

O Estrabismo presente durante a infância, se não tratado de maneira precoce, pode levar à chamada Ambliopia ou “Olho Preguiçoso”, caracterizado pelo não desenvolvimento do potencial total de visão de um dos olhos, prevalecendo os dados que chegam ao cérebro através da captação de estímulos visuais de apenas um dos olhos.

Como ambos os olhos são necessários para a percepção de profundidade, a ocorrência da Ambliopia pode levar à perda da visão tridimensional ou estereoscópica.

Para evitar o surgimento deste importante problema de visão, toda criança deve ser submetida a um exame oftalmológico por volta dos 3 anos de idade, para verificar a existência de Estrabismos leves ou outras alterações que possam levar ao surgimento da Ambliopia.

Quanto mais precoce for realizado o tratamento, maiores as chances de recuperação da visão adequada.

Como é realizado o diagnóstico do Estrabismo?

O diagnóstico de Estrabismo é confirmado durante um Teste Ortóptico, um exame capaz de detectar alterações na musculatura extrínseca ocular. Durante o Exame Ortóptico, também é realizado o cover test, capaz de quantificar o Estrabismo existente e seu impacto na visão.

Tratamento do Estrabismo

O tratamento desta condição visa restabelecer a qualidade da visão binocular, preservando ou recuperando a visão estereoscópica (tridimensional), evitando assim o desenvolvimento da Ambliopia em estágios tardios da doença.

O Estrabismo pode ser tratado de três maneiras, utilizadas em separado ou em conjunto:

  1. O uso de óculos ou lentes de contato para a correção de distúrbios de refração (como Hipermetropia de alto grau).
  2. Cirurgias de correção do Estrabismo, que procuram alterar a conformação de uma ou mais musculatura extrínseca responsável pelos movimentos oculares, com o objetivo de restabelecer o alinhamento ocular adequado.
  3. Uso de medicamentos como a toxina botulínica que, quando injetada em determinados músculos extrínsecos oculares, resulta em paralisia parcial, que pode levar a um melhor alinhamento da visão.
  4. A oclusão de um dos olhos não é um tratamento do Estrabismo, mas pode ser usada com frequência nesta entidade para evitar o desenvolvimento da Ambliopia ou “Olho Preguiçoso”.

Se você tem um filho ou filha em torno de 3 anos de idade, é importante que ele ou ela realize uma consulta oftalmológica a fim de detectar e tratar o Estrabismo de maneira precoce, reduzindo assim as chances do desenvolvimento da Ambliopia.

O IOC tem à disposição Oftalmologistas com experiência na área da Oftalmologia Infantil, capazes de realizar todo esse acompanhamento, diagnóstico e tratamento. Agende sua consulta através do formulário abaixo e estaremos aguardando pela sua visita.



Vamos agendar
a sua consulta?

(41) 3322-2020

clique para ligar

Entre em contato

Dúvidas? Converse conosco ao vivo
Dúvidas? Converse conosco ao vivo
Seja bem-vindo(a) ao IOC. Como posso lhe ajudar?
Conectando...
Nenhum dos nossos operadores estão disponíveis no momento. Deixe sua mensagem abaixo e responderemos por email assim que possível.
Nossos operadores estão ocupados. Por favor, tente novamente mais tarde
:
:
:
Você tem uma dúvida? Escreva para a gente!
:
:
Esta sessão de chat foi finalizada