Como evitar a progressão do Ceratocone?

Atualizado em: 15 de outubro de 2017

O Ceratocone é uma deformidade progressiva da Córnea, a primeira lente dos olhos, responsável por realizar a convergência dos feixes luminosos na Retina, juntamente com o Cristalino, outra lente dos olhos. Em pacientes com Ceratocone, a Córnea sofre mudanças estruturais, devido a uma fragilidade nas suas fibras de colágeno, que a deformam e a tornam mais fina, provocando distorções em sua curvatura natural. Ela assume um formato cônico, causando Miopia e Astigmatismo, bem como uma série de problemas responsáveis pela grande perda de nitidez na visão desses pacientes

A origem do Ceratocone é genética, aparecendo geralmente no final da infância e no início da adolescência. A evolução do Ceratocone pode ainda ser acelerada pelo hábito de se coçar os olhos e muito frequentemente o Ceratocone está presente nos portadores de conjuntivite alérgica,  pelo hábito de coçar copiosamente os olhos. Muito rapidamente os óculos deixam de corrigir a imagem borrada causada pelo Ceratocone. Nestes casos, lentes de contato rígidas podem regularizar parcialmente as deformidades na Córnea

O Ceratocone geralmente é diagnosticado durante exames de rotina  e dá os primeiros sinais de sua existência durante a adolescência. É uma condição progressiva e que costuma estabilizar-se entre os 30 e 45 anos. Entretanto, algumas medidas ajudam a atrasar o seu desenvolvimento.

Entenda, com a ajuda desse artigo, como evitar a progressão do ceratocone.

Tratamento com Crosslinking: reforço das fibras de colágeno

O Crosslinking é uma técnica bastante eficaz para estabilizar a progressão da deformidade da Córnea ocasionada pela doença. Este tratamento enrijece as fibras do colágeno corneano, através do emprego de estímulo pela luz Ultravioleta associado à instilação de Riboflavina (Vitamina B2), que auxilia a evitar a progressão do Ceratocone.

O procedimento é realizado de forma rápida e precisa. Após a remoção do epitélio corneano são aplicadas gotas de Riboflavina durante 30 minutos, combinada com a exposição da Córnea exposta à luz UV.  A Riboflavina potencializa o efeito do Crosslinking e protege as camadas interiores da córnea.

Ao término do procedimento, serão colocadas lentes de contato temporárias, que deverão permanecer nos olhos até que a Córnea esteja cicatrizada (processo que dura cerca de quatro dias). Durante os primeiros dias, é comum que o paciente experimente fotofobia (sensibilidade aumentada à luz) e lacrimejamento. Os primeiros resultados começam a ser notados já nos primeiros dias, com melhora progressiva da visão.

Anéis Intraestomais: cirurgia para conter a progressão do Ceratocone

O implante de Anéis Intraestomais é uma das soluções cirúrgicas para conter a progressão do Ceratocone, indicada para casos de grau leve a moderado. Os anéis são feitos de polimetilmetaacrilato e atuam de forma mecânica na Córnea. São inseridos na sua camada central, esticando o centro da Córnea, o que a deixa menos curva e menos distorcida. A cirurgia é realizada com anestésico em gotas e o corte é milimétrico. Após o procedimento, o paciente poderá retomar suas atividades diárias normalmente em poucos dias.

Os pacientes que se beneficiam deste procedimento são aqueles que não conseguem se adaptar bem às lentes corretivas. O resultado é a melhora da qualidade da visão. O implante dos Anéis Intraestomais diminuirá o defeito óptico, mas ainda podem restar Miopia e/ou Astigmatismo remanescentes. Nestes casos, as condições secundárias são corrigidas por meio do uso de lentes de contato, óculos ou cirurgia refrativa.

A correção por emprego de laser guiado por Topografia (cirurgia personalizada a laser), em conjunto com o Crosslinking, corrige parte das deformidades já existentes na Córnea, antes da aplicação do Crosslinking. Isto permite que a Córnea seja enrijecida com menos deformidades, que são as causas de uma visão distorcida.

Esse tratamento personalizado é conseguido usando os mapas de relevo corneano medidos pelos exames pré-operatórios, que informam ao laser as áreas na Córnea que precisam ser regularizadas. As correções destas deformidades melhoram a nitidez da visão. Os resultados deste tratamento são superiores ao Crosslinking isolado e evitam o implantes do Anéis Intraestromais.

Transplante de Córnea: a última solução para tratamento do Ceratocone

A contenção da progressão do ceratocone é fundamental para que o tratamento seja iniciado ainda no início da condição e para evitar a necessidade de procedimentos mais invasivos. Em casos de pacientes com quadros avançados, para os quais os tratamentos acima não são adequados, a solução é o Transplante de Córnea. Entretanto, nos dias de hoje poucos casos evoluem para esta necessidade extrema.

O diagnóstico do Ceratocone deve ser feito por um médico oftalmologista experiente que, dentre outros exames, irá solicitar um exame da Topografia Corneana. O objetivo é detectar o grau ou estágio de distorção provocado pelo Ceratocone. A partir deste resultado será indicado o tratamento mais adequado para cada situação.

Se você tem Ceratocone ou apresenta sintomas oftalmológicos e deseja passar por um diagnóstico adequado, que leve a um tratamento eficaz e um acompanhamento de qualidade, venha conhecer a equipe do IOC e a tecnologia de ponta que temos à disposição. Realize o agendamento da sua consulta pelo formulário abaixo. Estamos aguardando por você!



Vamos agendar
a sua consulta?

(41) 3322-2020

clique para ligar

Entre em contato

    Agende sua consulta